Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 29/06/2015 em Gospel, Notícias | Nenhum comentário

Vídeos: debate entre Pr. Silas e Toni Reis, ativista gay

Banner-evento-Divulgação

Comissão Especial ouviu o Pr. Silas Malafaia e Toni Reis em audiência pública

A Comissão Especial que trata sobre o Estatuto da Família realizou, nesta quinta-feira (25), em Brasília, audiência pública para debater políticas públicas direcionadas a entidade familiar, abordando pontos de Projeto de Lei n° 6.583/13 – Estatuto da Família. A Comissão é presidida pelo deputado federal Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ).

Para debater o tema estiveram presentes o pastor Silas Malafaia, presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) e o professor Toni Reis, presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT). Confira abaixo parte das discussões que foram bastante acaloradas.

Assista a fala do Pr. Silas Malafaia:

Assista a fala de Toni Reis:

Momento histórico para o país

Pr. Silas e Toni Reis protagonizaram um dos momentos mais importantes da série de discussões sobre o Estatuto da Família

Pr. Silas e Toni Reis protagonizaram um dos momentos mais importantes da série de discussões sobre o Estatuto da Família

Entre os dias 22 a 25 de junho, a comissão especial destinada a analisar o Estatuto da Família, de autoria do deputado Anderson Ferreira (PR- PE), promoveu uma série de encontros e audiências. O presidente da comissão, deputado Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ), afirmou que todos os esforços e atenção estão voltados para o resultado final do relatório do deputado federal Diego Garcia (PHS-PR). “Tivemos uma semana com diversos debates e contamos com a presença de personalidades que com certeza trouxeram muito subsídio para que o relator conclua este importante relatório”.

Um dos pontos altos desses dias de discussões foi o debate entre o pastor Silas Malafaia e o professor Toni Reis, ativista gay.

Em referência a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que aprovou a união estável de casais homossexuais, Toni Reis destacou que os gays já são reconhecidos e agora querem construir famílias.

Para o deputado Sóstenes o evento foi positivo e declarou que a reunião foi importante para fortalecer o entendimento sobre o projeto

Para o deputado Sóstenes o evento foi positivo, pois fortaleceu o entendimento sobre o projeto

Em contra partida, o pastor Silas declarou que as igrejas evangélicas não são homofóbicas e que o núcleo familiar brasileiro está conceituado na Constituição, independente de religião. “Para mim o que vale é o que está na Constituição, quem tem que legislar é o Congresso não o judiciário. O Parlamento não pode ficar de joelhos. Lei é com vocês. Essa conversa de que o Congresso demorou dez anos (para votar uma lei) não é da conta do Supremo”, declarou o pastor.

Para o pastor Silas, o Estatuto da Família apenas expressa o que diz no artigo 226 da Constituição Federal, que fala no casamento entre homem e mulher. E ainda desafiou o movimento LGBT e os deputados Jean Wyllys (Psol-RJ) e Erika Kokay (PT-DF), que militam em defesa dos direitos dos homossexuais, a propor a alteração do texto.

O deputado Sóstenes disse estar satisfeito com o debate, e declarou que a reunião foi importante para fortalecer o entendimento sobre o projeto. “Ouvir os dois lados nos dá ferramentas para que, com equilíbrio, elaboremos um relatório que atenda aos anseios da sociedade, respeitando as minorias. Nossa intenção não é ideologizar o debate, nem descaracterizar nenhum grupo social. O foco continua sendo mais saúde, segurança e educação para as famílias brasileiras”, frisou o parlamentar.

Confira abaixo alguns registros fotográficos do evento e deixe o seu comentário no Comerj.

Imagem: Divulgação/Assessoria

Imagem: Divulgação/Assessoria

Imagem: Divulgação/Assessoria

Imagem: Divulgação/Assessoria

Imagem: Divulgação/Assessoria

Imagem: Divulgação/Assessoria

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *