Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 02/06/2014 em Gospel, Notícias | Nenhum comentário

Vídeo: confira as participações especiais na Marcha para Jesus

DSC_0575

A Marcha para Jesus no Rio de Janeiro contou com a presença de mais de 600 mil pessoas de várias denominações evangélicas, que dispuseram do seu sábado para marchar, orar e declarar que a cidade, o Estado e o Brasil pertencem ao Senhor Jesus.

Entre tantos presentes, estavam as amigas Simone Monique e Jordilene Miranda do Ministério Apascentar de Ricardo de Albuquerque, que participaram pela segunda vez do evento. As duas acreditam que a marcha é um importante canal de bençãos para a cidade.

“Cada ano o evento vem melhorando cada vez mais; e ele vem para mudar a cidade mesmo, nós temos visto tempos difíceis e se agente não se levantar, vai ficar mais difícil ainda”, enfatizou Jordilene. 

A jovem Nathália dos Santos, da Igreja Baluarte em Anchieta, participou pela primeira vez do evento. “É a primeira vez que participo, e acredito que o evento é a nossa voz, a voz do povo evangélico, mostrando para o Rio que Jesus reina”.

A alegria de Yza Germano, da Assembleia de Deus em Vila São Luís, em participar do evento, estava estampada em seu rosto e nas suas palavras. “O evento é maravilhoso, ele é tudo de bom. O Rio está precisando muito de Deus, o Brasil precisa de Deus e a Marcha é um anuncio de Deus para o país”.

Imagem: Verdade GospelO casal Graciano e Kelly fizeram questão de sair de Rio das Ostras para prestigiar a Marcha para Jesus. Membros da ADVEC, eles ficaram surpresos. “Gostei muito do evento, gostei mais ainda porque nunca tinha visto um ato profético com tanta gente. Eu trabalhei aqui no Centro do Rio e a gente sabe que o clima aqui é pesado e você ver o povo de Deus gritando, adorando ao Senhor é muito impactante”, disse Graciano. A mesma opinião foi compartilhada pela esposa: “Eu achei maravilhoso, na hora que nós entramos aqui, o pastor Silas Malafaia estava profetizando e a gente sentiu muito a presença de Deus, eu acho que é isso mesmo, a Igreja tem que se levantar e declarar o nome do Senhor!”.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *