Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 30/08/2016 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Venezuela: Oposição pede à ONU que monitore protestos e crise humanitária

dtq-venezuela_1_0

Representantes da oposição venezuelana pediram nesta segunda-feira (29) que a Organização das Nações Unidas (ONU) envie uma equipe internacional para observar a manifestação prevista para esta quinta-feira, dia 1º de setembro. Há o temor que os protestos contra o governo liderado por Nicolás Maduro sejam reprimidos com violência, como durante as manifestações de fevereiro e março de 2014, que terminaram com um saldo de mais de 40 mortos.

Uma delegação liderada pelo presidente da comissão de política externa da Assembleia Nacional venezuelana, o opositor Luis Florido, fez essa solicitação em reunião na sede da organização com Edmon Mulet, o chefe de gabinete do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

Segundo o deputado, se não for possível o envio de uma missão com tal propósito, a oposição gostaria que algum dos representantes que a ONU já tem na Venezuela possa observar os protestos. Também nesta segunda, o governo da Venezuela acusou a Casa Branca de estar por trás de um plano de golpe de Estado que seria efetuado pela oposição.

Além da observação da passeata de 1º de setembro, Florido disse que se solicitou às Nações Unidas “a formação de uma comissão que verifique a gravidade da crise humanitária” no país. “Que visite hospitais na Venezuela, que visite centros assistenciais, que veja nas condições que estão os direitos humanos em nosso país para que possa ter um maior critério e um melhor julgamento”, completou.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Veja

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *