Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 13/06/2016 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Turista é presa e condenada por denunciar estupro no Catar

dtq-nikab

Uma jovem holandesa detida desde março após denunciar um estupro no Catar foi condenada nesta segunda-feira (13) a um ano de prisão e ao pagamento de uma multa equivalente a 820 dólares (quase 3.000 reais) por adultério e consumo de álcool.

A mulher, de 22 anos, identificada apenas como Laura, pode optar por não cumprir a pena e ser deportada à Holanda nos próximos dias, explicou na sede do tribunal a embaixadora holandesa no Catar, Yvette Burghgraef, à televisão catariana Al Jazeera.

O tribunal condenou Laura por ter feito sexo fora do casamento, o que no Catar é considerado crime, e por estar bêbada em público. Laura, porém, foi atacada por Omar Abdullah al-Hassan, de nacionalidade síria, que foi condenado a 100 chicotadas por adultério e a 40 por consumir álcool.

O caso aconteceu em março, quando Laura estava de férias no Catar e participou de uma festa no bar Crystal Lounge, do Doha Hotel, um local popular entre os estrangeiros por ser permitida a venda de álcool. Segundo o advogado de Laura, ela estava em um corredor do hotel quando foi atacada por al-Hassan, que a levou para seu quarto e a violentou. A própria jovem se apresentou à polícia para denunciar o fato, mas acabou presa.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Veja

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *