Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 23/06/2014 em Gospel, Notícias | Nenhum comentário

Sudanesa cristã grávida e condenada à morte é libertada; confira!

sudanesa-gravida

Mulher deu à luz na prisão após ser condenada por negar o Islã. Sentença provocou fortes críticas de vários governos ocidentais

Uma sudanesa cristã que foi condenada à morte por negar o Islã foi libertada depois de dar à luz na prisão, informou um de seus advogados nesta segunda-feira (23).

A condenação à forca de Meriam Yahia Ibrahim Ishag em 15 de maio passado provocou fortes críticas de vários governos ocidentais e grupos de direitos humanos. “Meriam foi libertada há cerca de uma hora”, afirmou o advogado Mohamad Mustafa.

A época, Meriam estava grávida e mesmo assim o juiz também a condenou a 100 chibatadas por adultério. Ele justificou que o casamento com um homem cristão não era válido e que ela traiu a lei islâmica. No início da audiência, um clérigo islâmico falou com Meriam, que estava literalmente enjaulada no tribunal, por cerca de 30 minutos. O objetivo era forçá-la à renúncia do seu marido cristão e a volta ao islamismo. Ela não aceitou e, segundo relatos, calmamente disse ao juiz: “Eu sou cristã e eu nunca cometi apostasia”.

Deixe seu comentário no Comerj.

Fonte: G1

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *