Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 19/11/2015 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Professor judeu é esfaqueado por apoiadores do EI na França

dtq-judeu

Um professor de uma escola judaica foi esfaqueado nesta quarta-feira (18) em Marselha, no sul da França, por três pessoas que manifestavam apoio ao Estado Islâmico (EI). A vítima recebeu três facadas, mas não corre risco de vida.

Segundo a agência portuguesa ‘Sapo’, a vítima, de 57 anos, usava uma ‘kippa’ (um barrete judaico), foi atacada perto de sua casa, próximo a escola e o complexo da sinagoga que frequenta, indicou uma fonte da investigação.

Os homens se aproximaram do professor em duas motos, e um deles vestia uma camiseta do EI, informou o promotor de Marselha, Brice Robin. Um dos agressores mostrou à vítima, um professor de história e geografia, uma foto em seu telefone celular de Mohamed Merah, um militante islâmico que matou sete pessoas em uma série de ataques no sul da França em 2012.

“As três pessoas insultaram, ameaçaram e, em seguida, esfaquearam a vítima no braço e perna. Eles foram interrompidos pela chegada de um carro e fugiram”, acrescentou Robin. O sindicato dos estudantes judeus UEJF condenou o ataque em um comunicado e pediu que a polícia use todos os meios para capturar os criminosos.

O episódio aconteceu várias semanas depois de outro ataque com faca contra um rabino na cidade, que é a segunda maior do país. A França está em estado de emergência desde que atiradores e homens-bomba mataram 129 pessoas em ataques em Paris na última sexta-feira. Os atentados foram reivindicados pelo Estado Islâmico.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Veja

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *