Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 11/03/2013 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Pr. Marco Feliciano afirma estar sofrendo ameaças de morte

marco-felicianoRecém-eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara, o pastor Marco Feliciano (PSC-SP) se comparou à ativista cubana Yoani Sánchez ao afirmar que sofre perseguição de simpatizantes de uma “ditadura da desinformação”.

Assista ao vídeo abaixo em que o pastor Feliciano é eleito presidente da CDHM e atacado ferozmente por ativistas.

Em entrevista à Folha, Marco Feliciano disse que sofre ameaças de morte desde que foi indicado para a vaga destinada ao seu partido na comissão, e avalia pedir proteção policial para ele e sua família.

“A situação está tomando dimensões muito estranhas. É assustador, estou me sentindo perseguido como aquela cubana lá. Como é o nome? A Yoani Sánchez”, disse, em referência à blogueira crítica do governo de Cuba, que enfrentou protestos no Brasil.

Segundo o pastor Feliciano, “todo pedido de audiência será acatado, qualquer pessoa que nos procurar será ouvida”.

“Não sou homofóbico, estou sendo mal interpretado. Peço apenas que me deem uma chance. Não fiz mal algum a ninguém e, se alguém acha que fiz, que me perdoem pelo mal entendido”, acrescentou.

Deixe o seu comentário.

Fonte: Folha

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *