Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 26/09/2016 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

PF desvenda roubo de 33 milhões de reais no Rio de Janeiro

Operação da DH desvenda um enredo de venda de remédios falsificados, uma fajuta operação feita por ex-agentes com roupas da PF

Operação da DH desvenda um enredo de venda de remédios falsificados, uma fajuta operação feita por ex-agentes com roupas da PF

A Divisão de Homicídios do Rio de Janeiro e a Polícia Federal fazem uma operação conjunta na manhã desta segunda-feira (26) para cumprir mandados de prisão e busca e apreensão contra uma quadrilha de policiais e ex-agentes da PF. O enredo de um quebra-cabeça montado durante quase seis meses revela que o grupo participou de um roubo cinematográfico de 33 milhões na casa de um empresário, na Barra da Tijuca, em março. Depois, quando ele foi à delegacia e denunciou o assalto, acabou assassinado com 14 tiros na porta da escola do filho.

Entre os presos está Marcos Paulo da Silva Rocha, de 42 anos. Ex-agente da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da PF, ele é o principal suspeito de ter coordenado o assalto. Outro preso na manhã desta segunda-feira é o ex-policial civil Rodrigo Sandes.

No dia 6 de abril, Miguel Ângelo Santos Jacob, de 57 anos, foi executado à queima-roupa quando havia acabado de deixar o filho na escola, dentro de um condomínio de classe média da Barra da Tijuca. A vítima havia sido condenada a 11 anos e oito meses de prisão no ano passado por integrar um esquema de venda de remédios falsificados para tratamento de câncer.

Ao longo das investigações a DH descobriu que o assassinato estava diretamente ligado a um assalto que sua família havia sofrido semanas antes. Na ocasião, quatro homens vestidos com roupas da PF, viatura falsa com adesivos da corporação e giroflex, entraram no condomínio Mandala dizendo se tratar de uma operação policial. Dentro da casa, no fundo falso de uma televisão, os bandidos encontraram 33 milhões em notas de dólar e euro.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Veja

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *