Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 05/06/2013 em Brasil e Mundo, Destaques, Notícias | Nenhum comentário

Parada gay em SP: 220 mil pessoas; cadê os 3 milhões? Pr. Silas comenta

Segundos os organizadores, a parada gay de São Paulo, deste ano, teria mais de 3 milhões e meio de pessoas. A imprensa em geral, com antecedência, divulgou este número como forma de propaganda e os veículos de imprensa que mais se destacaram nesta propaganda absurda foram: Rede Globo e Rádio CBN, do Sistema Globo de Rádio.

O jornal O Globo neste domingo (02), pela internet, chegou ao absurdo de em poucas horas dar números diferentes para a parada gay. Ás 19h, informou 400 mil pessoas, mais tarde, 600 mil pessoas.

Só que agora o instituto Datafolha resolveu medir as grandes manifestações. Resultado: 220 MIL PESSOAS NA PARADA GAY DE SÃO PAULO – 50 MIL PESSOAS A MENOS QUE A DO ANO PASSADO.

Imagem: divulgaçãoPr. Silas Malafaia comenta:

O que estamos vendo é que o ativismo gay cada dia que passa perde sua força porque a sociedade começa a observar os verdadeiros propósitos deste segmento social.

Por que os números são importantes? Talvez algum irmão em Cristo ou uma pessoa comum faça essa pergunta. Eu respondo! O ativismo gay se utiliza de números mentirosos para pressionar a sociedade, os políticos e as autoridades em geral a fim de obter sucesso em seus intentos com objetivo de ter privilégios em detrimento de todo conjunto da sociedade.

Se alguém tem alguma dúvida do que estou falando, basta ler o projeto de lei 122.

Gostaria que o Datafolha medisse todas as Marchas para Jesus e, agora, a manifestação pacífica nesta quarta-feira em Brasília.

Não precisamos de números mentirosos para nos impor. Nos contentamos com a verdade.

Quero pedir a vocês que leiam e comentem o artigo sensacional sobre a parada gay de São Paulo, do jornalista Reinaldo Azevedo, do site da revista Veja. CLIQUE AQUI!

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *