Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 20/12/2013 em Gospel, Notícias | Nenhum comentário

Museu de História Natural retira placa ‘sobre Deus’ a pedido de ateu

jerry-coyne

Jerry Coyne, professor do Departamento de Ecologia e Evolução da Universidade de Chicago

Para acatar o pedido de um professor ateu, o Museu de História Natural de Los Angeles, na Califórnia (EUA), decidiu retirar uma placa com os dizeres “Criaturas de Deus” da Natureza Lab, uma das seções do local dedicada a projetos de ciência e exposições multimídia.

A placa cedida por um doador anônimo, que dizia que o “A Natureza Lab é um presente de Los Angeles para celebrar as criaturas de Deus”, foi denunciada por Jerry Coyne, professor do Departamento de Ecologia e Evolução da Universidade de Chicago.

Para Coyne, a adesão da placa refere-se a uma “capitulação covarde da religião”, onde, segundo ele, o doador teria se aproveitado a chance de divulgar a existência de Deus em troca de incentivo financeiro, fugindo da proposta principal do museu que seria a importância da evolução e descoberta científica.

Após um longo debate através do quadro administrativo da instituição, incluindo a participação do doador, o museu chegou à conclusão de que seria melhor retirar a placa, para evitar outras denúncias e o “potencial para causar confusão”, segundo Kristin Friedrich, diretora de comunicações da instituição.

Na sequência, Coyne postou através de seu blog que a remoção da placa foi resultado de um esforço conjunto de várias pessoas que denunciaram a presença do letreiro sob o incômodo de quem acredita que a igreja deve permanecer separada do estado.

“Eu estou contente que Deus esteja fora do Museu e já não recebe crédito pelas ‘criaturas’. É uma vitória para o secularismo, certamente”, declarou Coyne.

Em contrapartida, um blog evolucionista tomou uma postura contrária, ao divergir da atitude de Coyne, indicando que a retirada da placa teria sido desnecessária, além de ser uma atitude “patética” e uma “vitória simbólica barata”.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: The Christian Post

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *