Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 13/08/2015 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

José Maria Marin pode ser solto na próxima semana

miolo-Marin_divulgação

Segundo um dos advogados, que defende o ex-presidente da CBF, não há provas que justifiquem a extradição de Marin para a Suíça: ‘Seria levá-lo como um troféu’

Um dos advogados de José Maria Marin na suspeita de envolvimento no escândalo da Fifa, Paulo Peixoto apontou nesta quarta-feira (12) que há possibilidade de ele sair da prisão na próxima semana. De acordo com o GloboEsporte.com, a defesa por escrito do ex-presidente da CBF se baseará na falta de provas suficientes, o que torna injustificável sua extradição.

Peixoto destacou que, à exceção da gravação que insinua a participação em um esquema de propina, o suposto dinheiro não foi localizado até o momento. O advogado revelou que embarcará na próxima semana para a Suíça, e crê que a decisão da Justiça Federal Suíça (FOJ) deva sair entre os dias 20 e 21 – antes do prazo máximo até o dia 30 de agosto.

Segundo ele, há um “pool” de advogados trabalhando no caso. E apontou as razões pelas quais ele pode sair da cadeia: ter 84 anos, ter bens no Brasil e no exterior suficientes para cobrir eventual multa que seja imposta pela Justiça; e o fato de não haver justificativa para tê-lo no cárcere, já que todas as informações atreladas ao caso estão com os Estados Unidos. “Então seria tão somente levá-lo como um troféu, e a gente entende que isso é descabido”, disse o advogadao, em matéria publicada pelo Lancenet.

O advogado informou ainda que, em caso de decisão da Justiça em soltá-lo, Marin seguirá respondendo o processo em liberdade.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Lancenet

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *