Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 21/12/2017 em Gospel, Notícias | Nenhum comentário

Guia de ‘direitos dos cristãos’ impede igreja de ser fechada na Indonésia

Em abril de 2016, na capital de Java Oriental na Indonésia, Surabaia, uma igreja foi ordenada a fechar. A ordem foi dada pelo departamento local de religião e pelo conselho dos líderes da comunidade. Baseando-se em um decreto que regula as permissões para locais de adoração, eles alegavam que a igreja não tinha a permissão apropriada para funcionar. Esse decreto é cheio de exigências rigorosas para grupos religiosos minoritários.

Porém, o pastor da igreja procurou Joko*, um funcionário público aposentado, que aconselhava igrejas em assuntos legais. Ele sabia que a igreja foi construída há vinte anos e tinha uma licença. Joko também utilizou o livreto de defesa de direitos dos cristãos produzido pela Portas Abertas.

O livro é um guia prático sobre a garantia de liberdade religiosa e “tem como objetivo ajudar os cristãos a entender seus direitos constitucionais, para que possam se defender em situações críticas como ameaças, ataques de grupos extremistas islâmicos, ou autoridades”, explica um especialista em advocacia da Portas Abertas.

Manual de defesa de direitos para cristãos

Joko também contatou um especialista em advocacia da Portas Abertas, que viajou para Surabaia para ajudá-lo. Mas nem foi necessário a atuação dele, pois ao chegar o problema já tinha sido resolvido. Foi uma prova evidente da importância do guia que, além de informação, providencia passos práticos para lidar com os opressores.

“Eu mostrei o livreto para as autoridades e disse que nós conhecemos nossos direitos; ‘se vocês não quiserem resolver o caso amigavelmente, nós vamos levar ao tribunal, junto com uma equipe de advogados de Jakarta’”, conta Joko. Depois de ler partes do livro, as autoridades responderam: “Não precisa fazer isso, Sr. Joko”, e se retiraram. Hoje a igreja não é mais importunada.

Joko é um cristão ex-muçulmano e também missionário. Durante seu ministério, tem divulgado o livro para todos os líderes cristãos que encontra. Assim como Joko, os cristãos têm se familiarizado com o processo legal do país e seus direitos constitucionais através do manual. O livro de bolso foi concebido devido à grande necessidade dos cristãos indonésios lutarem por seus direitos diante de abusos feitos em nome da lei. Somente entre 2016 e 2017, a Portas Abertas registrou mais de 40 casos de perseguição contra indivíduos e igrejas. O manual é distribuído para cristãos em áreas voláteis, para ajudá-los a se defender pelos meios legais. Em 2016, 10 mil desses livretos foram impressos e distribuídos.

*Nome alterado por motivo de segurança.

Pedidos de oração: Agradeça pela publicação desse livreto. Louve a Deus pela equipe de advocacia da Portas Abertas, que trabalhou na realização e distribuição do material. Ore para que assim como no caso dessa igreja, muitas outras sejam poupadas de ser fechadas, usando seus direitos garantidos pela lei. Interceda pela Igreja Perseguida da Indonésia, para que sejam fortalecidos no Senhor e tenham sabedoria em todas as suas decisões.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Portas Abertas

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *