Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 18/07/2017 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Globo vai transmitir votação da denúncia contra Temer na Câmara

A votação da denúncia contra Temer está prevista para o próximo dia 2 de agosto no plenário da Câmara dos Deputados

A votação da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) no plenário da Câmara dos Deputados, marcada para o dia 2 de agosto, uma quarta-feira, será transmitida ao vivo pela TV Globo. Assim como nas votações dos processos de impeachment dos ex-presidentes Fernando Collor, em 1992, e Dilma Rousseff, em 2016, a emissora fará a transmissão integralmente e sem interrupções. A informação foi publicada nesta segunda-feira (17) pela colunista Mônica Bergamo, do jornal ‘Folha de S. Paulo’.

Conforme definiu o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a sessão terá início às 9h e, caso reúna o quórum mínimo de 342 deputados para o início da votação, será concluída no mesmo dia. Se não houver o número necessário de presenças no plenário, a apreciação do relatório do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), contrário à aceitação da denúncia, será pautada para a próxima sessão e assim por diante.

Assim como nas votações dos impeachments de Collor e Dilma na Câmara, os votos serão nominais e abertos, ou seja, cada deputado deverá se dirigir ao microfone e dizer se concorda ou não com o relatório de Abi-Ackel.

O voto “sim” significará posição pelo arquivamento da denúncia, enquanto o “não”, pelo seguimento da acusação da Procuradoria-Geral da República (PGR)contra Temer por corrupção passiva ao Supremo Tribunal Federal (STF). Para que a denúncia seja encaminhada ao STF, são necessários 342 votos.

Com a transmissão ao vivo pela TV Globo, emissora de maior audiência no país, aumenta a pressão sobre os parlamentares, que deverão indicar em rede nacional e na véspera de um ano eleitoral se concordam ou não com a primeira denúncia por corrupção contra um presidente brasileiro.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Veja

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *