Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 12/11/2013 em Brasil e Mundo, Notícias | 1 comentários

Filipinas: o mundo deve ‘esperar pelo pior’, adverte ONU

Filipinas_Facebook-ONU

Organização das Nações Unidas (ONU) estima que mais de 10 mil pessoas morreram, nas Filipinas, vítimas da passagem do Tufão Haiyan. A ONU advertiu que o mundo deve “esperar pelo pior” em relação ao número final de vítimas.

John Ging, diretor de Operações do Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU, destacou que 660 mil pessoas foram obrigadas a sair de casa por causa das violentas condições meteorológicas. Ele disse que a ONU vai lançar um apelo para angariar ajuda internacional significativa para as vítimas.

O Tufão Haiyan devastou a zona central do Arquipélago das Filipinas na sexta-feira (8), com ventos de mais de 250 quilômetros por hora e ondas de mais de cinco metros de altura. Cerca de 4,5 milhões de pessoas foram afetadas na zona central das Filipinas, de acordo com as autoridades governamentais.

O tufão dirigiu-se depois para o Vietnã, com menos força, onde pode ter causado pelo menos cinco mortes. Na ilha de Taiwan registraram-se oito mortes causadas pelo Haiyan, que chegou na China nesta segunda-feira. Uma nova tempestade tropical deverá atingir as Filipinas no fim desta semana.

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos – Pentágono – enviou cerca de 90 marines (fuzileiros) e soldados da Marinha que estavam destacados no Japão, bem como dois aviões de transporte C-130 Hércules.

A ajuda norte-americana inclui equipamentos de comunicação e de logística para apoiar as Forças Armadas filipinas nas operações de resgate. Hoje (11), os fuzileiros americanos anunciaram que enviarão mais 90 soldados para prestar assistência às equipes de ajuda humanitária.

As autoridades australianas contribuíram com recursos da ordem de US$ 9,38 milhões. A ajuda australiana inclui o fornecimento de lonas, colchões, redes de mosquitos, depósitos de água potável e kits de saúde e de higiene.

O governo australiano anunciou que uma equipe médica partirá na quarta-feira (13) para o arquipélago, juntando-se aos especialistas na gestão de catástrofes que já estão no local. A Comissão Europeia ativou hoje o mecanismo de proteção civil (MEPC), respondendo desta forma ao pedido de ajuda internacional das autoridades filipinas.

* Com informações da Agência Brasil

1 comentário

  1. O único comentário possível é a Palavra de Deus para o que está acontecendo no mundo:
    ……
    E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?
    E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane;
    Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.
    E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.
    Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares.
    Mas todas estas coisas são o princípio de dores.
    Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.
    Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão.
    E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos.
    E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.
    Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.
    E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.

    Mateus 24:3-14

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *