Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 25/01/2017 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Ex-primeira-dama Marisa Letícia tem AVC e passa por cirurgia

O cateterismo feito pela equipe médica do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na ex-primeira-dama Marisa Letícia, 66, mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, vítima de um acidente vascular cerebral (AVC) nesta terça-feira, foi bem-sucedido, segundo o hospital e uma fonte ligada à família dela. O principal objetivo era estancar o sangramento no cérebro provocado por um aneurisma (dilatação anormal de um vaso sanguíneo).

Agora, a ex-primeira-dama, que ainda continua em estado grave, vai para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde deverá ficar por até três dias. A evolução da recuperação vai determinar quando ela irá para o quarto. Os médicos não observaram nenhuma sequela até o fim do procedimento, mas a existência de dano e sua extensão só poderão ser avaliados após esse período na UTI.

O cardiologia Kalil Roberto Filho, que atende há anos a família Lula, afirmou que o quadro de saúde da ex-primeira-dama Marisa Letícia é estável, mas que ela ainda corre risco de vida.

“O procedimento foi um sucesso. Conseguimos estancar o sangramento. O estado é estável do ponto de vista clínico. O risco (de vida) sempre tem num quadro como esse”, disse o médico.

O procedimento durou cerca de uma hora e meia. O cateterismo consiste em colocar um catéter (uma espécie de tubo flexível) no corpo, a partir da virilha e até o cérebro, onde, por meio dele, é possível estancar o sangramento. Durante todo o tempo, a ex-primeira-dama ficou sedada e entubada.

Marisa, que é hipertensa, teve um pico de pressão de 23 por 12 na tarde desta terça-feira. Ela foi rapidamente levada ao hospital Assunção, em São Bernardo do Campo, onde foi diagnosticado o AVC. Depois, devido à gravidade da situação, ela foi transferida ao Sírio-Libanês, onde Kalil trabalha. Lula, que estava em São Paulo em um ato da Central Única dos Trabalhadores (CUT), chegou antes dela ao hospital.

Políticos

Entre os políticos que foram ao hospital em busca de informações estavam o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, o presidente estadual do PT, Emídio de Souza, o ex-candidato ao governo de SP Alexandre Padilha e o ex-vereador Jamil Murad (PCdoB), que é médico. “Ocorreu tudo bem, graças a Deus. Agora vamos esperar”, disse Okamotto.

Segundo ele, o ex-presidente Lula está “preocupado, mas esperançoso” com a recuperação de Marisa. Além de Lula, filhos e noras acompanham a ex-primeira-dama no hospital.

Okamotto também disse que o AVC sofrido por Marisa tem um componente emocional relacionado às recentes investigações que envolvem, além dela e de Lula, os filhos. “(É difícil) Para qualquer ser humano que passa pelo que ela está passando, de ter os filhos e o marido perseguidos injustamente”, disse ele.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Veja

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *