Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 12/09/2014 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

EUA: juíza manda soropositivo parar de contaminar outras pessoas

aids

Homem infectou oito pessoas entre 2010 e 2014, apesar de ter sido aconselhado por autoridades

Uma juíza da cidade de Seattle, nos Estados Unidos, determinou que um homem soropositivo pare de contaminar outras pessoas e se trate. O homem, identificado apenas como “AO”, infectou outras oito pessoas nos últimos quatro anos.

Autoridades sanitárias que levaram o caso à Justiça afirmam que não tiveram a intenção de criminalizar a atividade sexual do homem, mas sim de proteger a saúde pública.Se o homem desrespeitar a decisão, pode ser multado ou até preso.

Aconselhamento

Todo ano, cerca de 50 mil pessoas são infectadas pelo vírus HIV nos Estados Unidos, nas estimativas do Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês). Cerca de 16% de 1,1 milhão de pessoas contaminadas sequer sabem que têm o vírus.

AO soube que era soropositivo em 2008 e entre 2010 e 2014 teria contaminado oito pessoas, de acordo com os autos do processo, vistos pela imprensa local. Isso, apesar de ter participado de cinco sessões de aconselhamento sobre o HIV, nas quais foi orientado a praticar sexo seguro.

Em uma nota oficial, o departamento de saúde do Condado King disse que antes disso havia apresentado queixas apenas contra um outro homem soropositivo, em 1993.

“Não temos a intenção de criminalizar o comportamento sexual com isso”, disse ao jornal ‘Seattle Times’ Matthew Golden, diretor de saúde do programa de HIV do condado.

“Estamos tentando proteger a saúde pública. E estamos tentando garantir a todos o atendimento que necessitam, inclusive a pessoa envolvida neste caso.”

Deixe seu comentário no Comerj.

Fonte: G1

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *