Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 22/05/2014 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

EUA: jovem é encontrada após passar dez anos sendo violentada em cativeiro

violencia_CONTRA-MULHER

Uma jovem de 25 anos foi encontrada com vida após passar dez anos em cativeiro nos Estados Unidos sendo violentada, informou a polícia nesta quarta-feira (21), após deter o sequestrador e estuprador na Califórnia.

O criminoso, identificado como Isidro García, de 41 anos, violentava a jovem, após sequestrá-la em 2004 em Santa Ana, sudeste de Los Angeles, revelou a polícia. Seu desaparecimento foi denunciado pela mãe em agosto desse mesmo ano.

García era namorado da mãe da jovem e morava na mesma casa com as duas. A mulher suspeitava que o parceiro abusava sexualmente da filha, mas não tinha provas para denunciá-lo, explicou a polícia de Santa Ana.

Em seu depoimento, a vítima contou que García a drogou, depois de ter agredido sua mãe, em junho de 2004, e a levou para uma casa. Todas as noites ela era trancada na garagem do imóvel para não fugir.

Segundo a jovem, García disse que seus parentes não a procuravam mais e que se tentasse escapar, sua família seria extraditada. A polícia não revelou a nacionalidade da jovem ou de seus familiares.

García teria conseguido documentos de identidade falsos para a vítima, que foi obrigada a se casar com ele em 2007. Os dois tiveram um filho em 2012.

“Apesar de ter oportunidades de escapar, após anos de abusos físicos e mentais a vítima não viu qualquer forma de superar a situação e decidiu viver com García mesmo sob abusos mentais e físicos”, assinalaram as autoridades.

Ao longo de dez anos, os dois se mudaram várias vezes para evitar chamar a atenção da polícia. A jovem contou à polícia que García arranjou um emprego noturno para os dois em uma empresa de limpeza, para poder controlá-la o tempo todo.

A vítima decidiu ir à polícia de Santa Ana após manter contato como uma de suas irmãs pelo Facebook. García foi acusado de crimes de sequestro, estupro, abuso de menor e cárcere privado.

O caso recorda o das três mulheres que foram mantidas em cativeiro durante 10 anos por Ariel Castro, em Cleveland, Ohio, que se suicidou em sua cela em setembro passado.

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: O Globo

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *