Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 18/07/2016 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

EUA: em mais uma ataque, três policiais são mortos em Baton Rouge

dtq-Baton-Rouge

O caso pode ser o resultado da retórica contra policiais, incentivada pelo movimento negro Black Lives Matter

Três policiais foram mortos em um tiroteio na cidade de Baton Rouge, no estado de Louisiana, Estados Unidos, na manhã deste domingo (17). Outros três estão feridos.

Pouco antes, a polícia fora avisada de que um suspeito vestido de preto e com máscara andava com um rifle de assalto na Avenida Airline, indo em direção à delegacia de polícia. Quando uma viatura chegou, ele abriu fogo e acertou seis oficiais.

O homem, que foi morto na troca de tiros, era negro e foi identificado como sendo Gavin Eugene Long, um ex-fuzileiro naval. Segundo o jornal Wall Street Journal, ele pertencia a um grupo contra o governo chamado New Freedom Group (Grupo Nova Liberdade, em inglês). Contudo, segundo o portal MSNBC, Long pertenceria ao Sovereign Citizens (Cidadãos Soberanos).

Nessa mesma cidade, Baton Rouge, no dia 5 de julho, um passante telefonara para o número de emergência da polícia para alertar que um homem estava ameaçando pessoas com uma arma em um estacionamento. Era Alton Sterling, de 37 anos. Quando a polícia chegou, ele reagiu e foi dominado pelos policiais, que atiraram e mataram Sterling.

O caso foi um dos dois que levaram a vários protestos contra as forças policiais. Um dos movimentos que mais têm disseminado a retórica contra a polícia é o Black Lives Matter, cujos integrantes pedem nas ruas a morte de policiais. “O que queremos? Policiais mortos. Quando? Agora!”, dizem eles.

Na quinta-feira, um ex-veterano de guerra invadiu um protesto pacífico contra a polícia em Dallas, no Texas, e atirou contra doze policiais, deixando cinco deles mortos.

No final de 2014, outro caso: dois policiais, Rafael Ramos e Wenjian Liu, foram mortos quando estavam dentro de uma viatura no Brooklyn, em Nova York. O suspeito cometeu suicídio. Nas redes sociais, ele mencionara a possibilidade de matar policiais em retaliação a assassinato de homens negros, Michael Brown e Eric Garner, por policiais.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Veja

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CLOSE
CLOSE