Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 02/06/2015 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Equipe de resgate ouve vozes de dentro do navio que naufragou na China

navio_AP-CCTV12

Imagem de TV mostra equipes de resgate no casco do navio. Segundo a imprensa chinesa, algumas pessoas podem estar presas e respirando em bolsões de ar formados no interior do navio. Embarcação afundou com mais de 450 a bordo

Mais de 400 pessoas, a maioria turistas chineses com entre 50 e 80 anos, continuam desaparecidas após cerca de 15 horas do naufrágio do navio no qual viajavam pelo rio Yang Tsé, na China, e apenas dezessete pessoas foram resgatadas até agora. Segundo informa o jornal ‘Diário do Povo’ nesta terça-feira (2), existe a possibilidade de que passageiros com vida ainda estejam dentro da embarcação, respirando em bolsões e ar que podem se formar nos compartimentos do navio. As equipes de resgate enviadas para o local do acidente afirmam que é possível ouvir vozes e outros barulhos dentro do navio e se apressam na tentativa de localizá-los.

A rede de televisão estatal CFTV informou que entre os dezessete ocupantes do navio resgatados, estão o capitão e o chefe de máquinas. A administração de navegação do rio Yang Tsé disse que o navio, chamado Eastern Star, naufragou após a passagem de um ciclone quando viajava de Nanquim, capital da província de Jiangsu, no leste, a Chongqing, no sudoeste do país.

Mais de 1.000 homens de equipes de resgate se deslocaram até o local do acidente com equipamentos de emergência, além de 40 botes infláveis. Eles vêm trabalhando desde a madrugada, acrescentou a agência oficial Xinhua. O navio afundou às 21h28 locais da segunda-feira (10h28 de Brasília) no trecho do rio Yang Tsé próximo a Jianli, na província de Hubei, no centro do país. Dos 458 passageiros, cinco são funcionários de uma agência de viagens e 47 membros da tripulação.

O presidente da China, Xi Jinping, ordenou a intensificação dos trabalhos de resgate e cobrou uma revisão dos procedimentos de segurança nos navios de passageiros e turistas que circulam pelo Yang Tsé, enquanto o primeiro-ministro, Li Keqiang; o vice-primeiro-ministro, Ma Kai, e o conselheiro de Estado, Yang Jing, se deslocaram até o local para dirigir os trabalhos de emergência.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Veja

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *