Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 06/04/2016 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Delúbio ficou com parte de doação para pagar multa do mensalão, diz Fisco

dtq-DELUBIO-facebook

Condenado pela Justiça a pagar multa no mensalão, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares recorreu a doações em 2014. Em um mês, o site “Solidariedade a Delúbio Soares” anunciou ter conseguido arrecadar R$ 1.013.657,26, doados por 1.668 pessoas, o suficiente para quitar com sobras os R$ 466.888,90 devidos ao Fundo Penitenciário Nacional. Segundo informações do site ‘O Globo’, em nota, a coordenação da campanha informou que a quantia excedente seria doada a outros petistas multados, como o ex-ministro José Dirceu.

Levado a depor coercitivamente na Polícia Federal na 27ª Fase da Lava Jato, Delúbio teve informações sobre seu Imposto de Renda de 2014 anexadas ao inquérito. Na análise, os fiscais da Receita Federal dizem que o ex-tesoureiro petista guardou dinheiro excedente numa conta poupança.

O relatório da Receita anexado ao inquérito informa que Delúbio declarou ao Fisco ter recebido R$ 1.179.310,52 de doações de outras pessoas físicas em 2014. Constam nome e CPF dos doadores de R$ 900.013,22. Outros R$ 279.297,30 são atribuídos a “doadores não identificados”.

De fato, parte do dinheiro arrecadado foi transferida a outros petistas. Foram declaradas doações de R$ 390 mil para João Paulo Cunha e de R$ 143 mil para José Dirceu. Na avaliação da Receita, do dinheiro doado, aparentemente existiu uma sobra de R$ 154.844,60, valor que foi informado na rubrica “caderneta de poupança”, na Caixa Econômica Federal.

Procurada pelo jornal ‘Globo’,  advogada Maria Leonor Poço Jakobsen, que coordenou a campanha de arrecadação, afirmou que não comentaria os valores por não ter tido acesso às informações oficiais sobre a sobra de doações.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: O Globo

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *