Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 19/01/2017 em Gospel, Notícias | Nenhum comentário

Cristãos do sul da Nigéria são duramente atacados por muçulmanos

Casas e carros incendiados em Kagoro, sul de Kaduna. Pelo menos 800 pessoas já morreram, muitas estão feridas, cerca de 53 aldeias e fazendas vizinhas foram destruídas, mais de 1.400 casas e quase 20 igrejas foram queimadas durante os ataques

Os cristãos que vivem no sul do estado de Kaduna, na Nigéria, precisam muito das nossas orações. Segundo o grupo Portas Abertas, o cenário para a igreja tem sido violento e tenso porque os fulanis (fazendeiros nômades muçulmanos) continuam atacando apesar da presença das forças nacionais de segurança. Desde o dia 7, um grande número de agressores armados está atacando as comunidades de Kagoro e Kafanchan.

De acordo com a liderança cristã na região, pelo menos 800 pessoas já morreram, muitas estão feridas, cerca de 53 aldeias e fazendas vizinhas foram destruídas, mais de 1.400 casas e quase 20 igrejas foram queimadas durante os ataques. Os corpos permanecem espalhados porque os moradores têm medo de recolhê-los e serem atacados também. No dia 12, foi relatado que os fulanis estavam escondidos nas montanhas que cercam as duas cidades.

Entre os cristãos assassinados, a maioria era mulheres, crianças e idosos. Colaboradores da Portas Abertas estão encorajando a igreja nigeriana e todos permanecem em comunhão e oração. Há uma grande preocupação com as dificuldades humanitárias causadas pela violência. A insegurança fez com que essas áreas ficassem isoladas e agora o comércio está muito limitado. Os líderes cristãos estão trabalhando para montar um campo de ajuda para os deslocados. Lembre-se deles em suas orações.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Portas Abertas

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *