Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 17/01/2017 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

‘Crer em Deus está no gene do ser humano’, diz vencedor do Nobel de Medicina

“Nascemos com genes que Deus nos proporcionou. Esta é a forma natural de viver em uma relação com Deus”, afirmou o cientista David Carlsson

Conhecido por ter conquistado o Prêmio Nobel de Medicina no ano 2000 – com estudos sobre neurotransmissores – o cientista sueco Arvid Carlsson surpreendeu ao afirmar que: “Acreditar em Deus é algo natural do ser humano”.

Em depoimento à agência italiana ‘ACI Stampa’, Carlsson falou sobre a importância que a fé tem no desenvolvimento da vida humana e destacou até que a própria genética é um retrato da criação divina.

“Nascemos com genes que Deus nos proporcionou. Esta é a forma natural de viver em uma relação com Deus, na qual a pessoa ora e acredita em Deus”, afirmou o cientista.

Ele admite ser uma pessoa “sem religião”, mas disse que tem uma “mente aberta” e lamentou que sua falta de relacionamento com Deus seja uma “deficiência” pessoal.

“Entendo porque há tantas pessoas que têm uma religião. Na verdade, isso faz parte de nossos genes, talvez por isso as pessoas, assim como eu, são um pouco estranhas, desse ponto de vista”, afirmou. “Nesse sentido, não saberia como me definir”.

“Entendo como acontece isto. Eu não sou uma pessoa normal, porque não tenho esse sentimento religioso que, não obstante, considero normal. É um problema meu. Pode-se dizer que é uma forma minha de deficiência”, acrescentou.

Questionado sobre o que acha das diferenças entre as religiões, Carlsson confessou sua grande admiração pelo cristianismo. “Devo dizer que entre as três religiões monoteístas e sua relação com a ciência, sem dúvida o cristianismo é a melhor”, ressaltou.

Prêmio Nobel

Ao falar sobre o Prêmio Nobel que recebeu no ano 2000, o cientista destacou que a premiação não foi a conclusão de uma carreira, mas sim um momento marcante dela e também um grande incentivo.

Os estudos de Arvid Carlsson, um dos neurocirurgiões mais importantes do mundo atual, que nasceu na Suécia em 1923, levou a descobertas fundamentais para tratamentos que ajudam a enfrentar as doenças neurodegenerativas, como Parkinson ou Alzheimer.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Guia-me e ACI Stampa

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *