Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 10/07/2014 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Contra ataque de Israel a Faixa Gaza deixa mais de 70 mortos

israel-war

Pelo menos 22 pessoas morreram nesta quinta, terceiro dia de ofensiva

Pelo menos 22 pessoas, incluindo cinco menores de idade, morreram na madrugada desta quinta-feira (10) em ataques aéreos do exército israelense contra a Faixa de Gaza, informaram fontes médicas.

As mortes elevam a mais de 70 o número de vítimas fatais em Gaza desde o início, na terça-feira (8), da operação militar israelense “Protective Edge” para deter o lançamento de foguetes a partir deste território palestino.

Várias mortes aconteceram em Khan Yunis, onde um ataque aéreo atingiu um café no qual os clientes assistiam a semifinal da Copa do Mundo entre Argentina e Holanda.

Oito pessoas morreram e 15 ficaram feridas no ataque. Segundo a apuração do Ministério da Saúde da Faixa de Gaza, 70% das vítimas são civis.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que fará um relato sobre a crise ao Conselho de Segurança nesta quinta-feira, condenou os ataques com foguetes e pediu contenção a Israel. “Gaza está numa situação extremamente precária”, disse ele a repórteres.

Israel diz que sua ofensiva tem como objetivo deter o disparo de foguetes da Faixa de Gaza contra cidades israelenses. Mais de 320 projéteis foram lançados por palestinos contra o país, mas não causaram nenhum dano grave, em parte por causa do sistema de defesa antimísseis israelense, chamado de Cúpula de Ferro.

O exército israelense informou que atacou mais de 300 objetivos durante a noite (750 nas últimas 48 horas), na maior operação contra Gaza desde novembro de 2012.

O governo do Egito informou que abriu a fronteira com Gaza para receber palestinos feridos na ofensiva aérea israelense.

Os hospitais do norte do Sinai, na fronteira com Gaza e Israel, estão em alerta para receber os palestinos feridos, segundo a agência oficial Mena.

Deixe seu comentário no Comerj.

Fonte: G1

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *