Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 03/12/2013 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Com oração, 1.350 operários voltam aos trabalhos na Arena Corinthians

oracao1

Oração marca início das obras na Arena Corinthians, nesta segunda

Os 1.350 operários contratados para as obras da Arena Corinthians retornaram aos trabalhos na manhã desta segunda-feira (1º), cinco dias depois do acidente que vitimou dois trabalhadores na quarta-feira passada. Na retomada, a concentração maior está sendo nos Prédios Oeste, Norte e Sul, além do gramado. A Defesa Civil interditou 30% do Prédio Leste, onde um guindaste desabou sobre parte da estrutura. Antes do início dos trabalhos, foi realizada uma oração com todos os funcionários, com cerca de 30 minutos de duração, e uma homenagem aos mortos na tragédia. Andrés Sanchez, responsável do Corinthians pela Arena, estava presente. Posteriormente, a construtora divulgou uma nota oficial sobre a retomada das obras.

De acordo com o Odebrecht, construtora responsável pela Arena, a estrutura da arquibancada do setor não foi comprometida. No total, menos de 5% da área do estádio ficará interditada. Apesar da liberação, alguns operários admitem que voltaram ao trabalho com o acidente na memoria.

“Está todo mundo meio em choque ainda”, afirmou o funcionário Mário, que não quis revelar o seu sobrenome à reportagem do Globo Esporte.

Por enquanto, os trabalhos com guindastes estão embargados pelo Ministério do Trabalho. Os outros serviços continuam sendo avançados normalmente: exemplos de trabalhos que não utilizam guindastes são instalações elétricas e hidráulicas, de assentos definitivos, de revestimentos de pisos, paredes e forros e de sistemas de som, além do acabamento externo.

Dois operários morreram no acidente, na quarta-feira: Fabio Luiz Pereira, 42 anos, motorista e operador, e Ronaldo Oliveira Santos, 44 anos, montador.

Fonte: Globo Esporte

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *