Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 07/07/2015 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Cinco anos após morte de Eliza Samudio MP denuncia mais 2 suspeitos

elisa

Eliza Samudio foi assassinada em 2010

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) indiciou mais duas pessoas por envolvimento na morte de Eliza Samudio, cinco anos após o crime onde o goleiro Bruno Fernandes e mais cinco pessoas já haviam sido condenadas.

De acordo com o ‘G1’, a Promotoria denunciou o policial aposentado José Lauriano de Assis Filho, conhecido como Zezé, e o policial da ativa Gilson Costa. No documento assinado pelo promotor Daniel Saliba de Freitas, Zezé deverá responder por homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado de Eliza e do filho, ocultação de cadáver, corrupção de menor majorada, corrupção de menores e uso de violência ou grave ameaça. Por sua vez, Costa foi denunciado apenas por este último crime.

Ainda segundo o site, Eliza e o filho, na época com quatro meses, teriam sido sequestrados por Zezé no dia 4 de junho de 2010. Ele teve a ajuda do primo de Bruno, Jorge Luiz Lisboa Rosa e a ação foi acertada por Macarrão. A denúncia revela que Zezé também teria sido responsável por manter os dois em cárcere privado e participado da morte.

Os dois novos indiciados foram responsáveis pelas ameaças a Jaílson Alves de Oliveira, companheiro de cela de Bola (um dos acusados no caso), que ficou sabendo de detalhes do crime. Gilson teria dito a Jaílson que ele poderia escolher entre três opções: mudar o depoimento, fugir ou ter a esposa assassinada.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Notícias ao Minuto

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *