Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 10/06/2014 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Chuva mata um e obriga 20.000 a saírem de casa no sul do país

chuvas-sc

Situação no Paraná também é crítica: mais de 106.000 pessoas e 120 municípios foram afetados pelas inundações

As fortes chuvas que atingem Santa Catarina desde o final de semana já provocaram pelo menos uma morte: um homem de 56 anos foi encontrado afogado em sua casa, na cidade de Mafra, na tarde de segunda-feira. Ele estava desaparecido desde sábado. De acordo com a Defesa Civil, a vítima havia sido retirada de sua casa justamente por causa do risco de alagamento, mas acabou retornando ao local. O Estado contabiliza cerca de 20.000 desalojados ou desabrigados. Ao todo, 29 municípios foram afetados pela enxurrada – treze deles decretaram situação de emergência e dois, de calamidade pública.

A região norte do Estado foi duramente afetada pelos temporais no final de semana. Nesta segunda, a chuva cessou e o nível dos rios começou a descer, mas os municípios da região ainda sofrem com os prejuízos.

No Paraná, a situação também é crítica: as fortes chuvas que atingem o Estado desde a madrugada de sábado mataram nove pessoas e obrigaram outras 13.569 a abandonar suas casas, de acordo com informações divulgadas da Defesa Civil. No total, 106.389 pessoas e 124 municípios foram atingidos.

As mortes no Paraná aconteceram em diferentes pontos do Estado: três em Guarapuava, uma mulher e o filho de nove meses em Medianeira, uma em Sulina, uma em Laranjeiras do Sul, uma em Campina do Simão e outra em Curitiba, todas no sábado.

Na capital, os bairros mais atingidos foram o Uberaba, Cajuru, Boqueirão, Tatuquara, Santa Felicidade e dez vilas da Cidade Industrial de Curitiba. Os municípios de Campo Largo, Cascavel, Cruz Machado, Mallet, Nova Laranjeiras, Pinhão, Reserva do Iguaçu e São Matheus do Sul que estavam sendo poupados pelas chuvas passaram a integrar a lista de cidades afetadas fortemente. Já o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet determinou no final de sábado, um estado de alerta na capital por causa da cheia dos rios Barigui e Belém, além do Rio São Lourenço.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Veja

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *