Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 03/12/2013 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Brasileiro vai demorar 5 meses a mais para se aposentar; entenda

Aposentadoria

Trabalhadores com carteira assinada em condições de se aposentar terão que contribuir para o INSS por mais cinco meses a fim de não amargar perdas a partir deste mês. Com a alta da expectativa vida do brasileiro para 74,6 anos divulgada nesta segunda-feira (2) pelo IBGE, o fator previdenciário, que faz parte do cálculo das aposentadorias, sofre alteração. A nova tabela que entrou em vigor com a virada do mês provocará queda de até 1,67% nos benefícios concedidos pela Previdência.

“O segurado terá que retardar o pedido de aposentadoria até abril de 2014 para garantir o fator referente a novembro deste ano antes da mudança da tabela”, orienta Newton Conde, atuário especializado em previdência, diretor da Conde Consultoria.

Este ano, o resultado da expectativa de vida foi maior em relação a períodos anteriores. O tempo médio de um ano para outro vinha sendo de 40 dias. Segundo Conde, isso se explica pelo fato o IBGE ter feito um censo em 2010, provocando ajuste real no tempo de vida e não por estimativas.

Segundo simulações do especialista, um empregado da iniciativa com 57 anos de idade e 37 de recolhimento ao INSS, com média salarial de R$ 2 mil, que pedir aposentadoria a partir deste mês vai receber benefício por tempo de contribuição de R$ 1.617,06. Se tivesse dado entrada na concessão em novembro, passaria a receber R$ 1.644,08.

Filosofia do fator

“Essa é a filosofia do fator previdenciário, que faz o trabalhador ficar mais tempo contribuindo. Em paralelo, o ideal é este trabalhador fazer um plano de previdência privada”, afirmou Conde.

O Ministério da Previdência lembrou que o fator é usado apenas no cálculo da aposentadoria por tempo de contribuição. Não entra nas contas do benefício por invalidez. E no caso da aposentadoria por idade, a fórmula é opcional, entrando quando aumenta o valor do benefício.

As projeções do IBGE mostram que a expectativa de vida da população brasileira cresce a cada ano. Pelas projeções do instituto, ao nascer o tem tempo de vida do cidadão passou de 74,1 anos de idade para 74,6, entre 2011 e 2012.

Para a população masculina o aumento foi de quatro meses e 10 dias, passando de 70,6 anos para 71,0 anos. Já no caso das mulheres o ganho foi maior. Em 2011 e esperança de vida ao nascer delas era de 77,7 anos e subiu a 78,3 anos em 2012: seis meses e 25 dias maior.

Já a taxa de mortalidade infantil caiu de 16,1 por mil nascidos vivos em 2011 para 15,7 para mil nascidos.

Contribuição

Mais 153 dias: segundo a Previdência Social, com a nova tabela do fator, levando em conta a mesma idade e tempo de contribuição, um segurado de 55 anos de idade e 35 anos de contribuição que pede a aposentadoria a partir de hoje, terá que contribuir por mais 153 dias corridos. Assim, ele vai conseguir manter o mesmo valor de benefício se tivesse feito o requerimento nas agências no último sábado.

Mais 173 dias: pelos dados da Previdência, um segurado com 60 anos de idade e 35 anos de contribuição para o INSS deve contribuir por mais 173 dias. Desta forma ele vai garantir o valor do benefício antes da entrada em vigor do novo fator previdenciário.

Confira os casos

Mulher com 48 anos: mulher que contribuiu por 30 anos com salário de R$ 1 mil, e que tem hoje 48 anos de idade terá aposentadoria por tempo de contribuição de R$550,66 a partir deste mês. Se tivesse pedido o benefício até o último sábado receberia R$557,78. Queda de 1,28%.

Homem com 56 anos: trabalhador de 56 anos de idade e 36 de contribuição com salário de R$ 4.159 (teto) teria aposentadoria de R$3.192,91, com pedido feito até 30 de novembro. Pela nova tabela, o benefício passa a R$3.141,91 (-1,62%).

Salário de R$ 2.000

Trabalhadora com 55 anos de idade e 35 de Previdência e de R$ 2 mil receberá R$1.628,07, se o pedido for feito a partir deste mês. Se tivesse requerido em novembro, o valor seria de R$1.654,02. Redução de 1,57%.

Um homem com 55 anos de idade e 35 de contribuição com salário de R$ 1 mil terá aposentadoria de R$705,69 com a nova tabela. Se tivesse pedido o benefício até o mês passado, o valor seria de R$ 716,93. Queda de 1,57%. Os cálculos foram feitos pelo especialista Newton Conde.

Fonte: O Dia

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *