Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 14/07/2017 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Após polêmica, Detran faz campanha por sorrisão na CNH; entenda

Polêmica segue após post feito por fotógrafo em MG sobre o assunto. Já a Polícia Federal não libera sorriso em passaportes

A polêmica sobre sorrir ou não ao tirar fotos para documentos continua tomando conta das redes e é uma dúvida comum de quem vai a unidades do Poupatempo em São Paulo para obter documentos. O tema voltou à tona após o fotógrafo de Minas Gerais Filipe Borges divulgar sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e contar que precisou insistir para poder sair sorrindo. A informação é do ‘G1′.

Em São Paulo, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) divulgou nesta semana um post no Twitter em que afirma que o sorriso está liberado. “Você pode sorrir pra foto da CNH sim”, diz o tweet. O órgão fez, inclusive, uma ilustração com imagem semelhante à do fotógrafo Filipe Borges.

Como não existe legislação dizendo se pode ou não sorrir na foto, a decisão cabe ao órgão responsável pela emissão do documento. A Polícia Federal, por exemplo, não permite sorrir em fotos de passaporte.

Insistência

A imagem do documento, que viralizou na internet, foi resultado de muita insistência. “No dia 27 de junho eu fui a uma clínica aqui em Sete Lagoas (MG) fazer um exame para renovar a carteira. Aí, quando eu fui tirar a foto, sorri. A moça disse que não podia tirar sorrindo. Foi aí que eu argumentei, ‘qual é o problema de tirar sorrindo?’”, conta Filipe Borges.

Segundo o fotógrafo, a atendente disse que a razão seria facilitar a identificação no caso de uma eventual investigação da polícia. Filipe contestou a justificativa dizendo que as pessoas tinham o costume de ser fotografadas sérias porque o processo de registro era lento e sorrir poderia borrar a foto.

Ainda de acordo com Filipe, a atendente disse que ele deveria assinar um termo de próprio punho se responsabilizando pelo “sorriso”. “O legal é que quando eu saí do exame, a moça veio me dizer que tinha ligado pro Detran e o pessoal falou que eu poderia tirar a foto do jeito que eu quisesse”, contou.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: G1

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CLOSE
CLOSE