Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 30/09/2014 em Brasil e Mundo, Notícias | Nenhum comentário

Al Qaeda ameaça países da coalizão com ataques ‘no mundo inteiro’

Al-Qaeda-in-Syria

Em vídeo, porta-voz da Frente Al-Nusra avisa que colocará países da coalizão comandada pelos EUA na lista de alvos das forças jihadistas no mundo inteiro

A Frente Al-Nusra, braço da organização terrorista Al-Qaeda na Síria, ameaçou neste último final de semana com represálias “no mundo inteiro” os países da coalizão comandada pelos Estados Unidos, que realiza ataques contra os jihadistas na Síria.

“Estes Estados cometeram um ato horrível, que vai colocá-los na lista de alvos das forças jihadistas no mundo inteiro”, advertiu Abu Firas al-Suri, porta-voz da Frente Al-Nusra em um vídeo transmitido na internet, no qual denunciou estes ataques como uma “guerra ao Islã”.

Desde 23 de setembro, a coalizão chefiada pelos Estados Unidos e seus aliados árabes realizam ataques na Síria contra posições da organização extremista Estado Islâmico (EI), mas que também visa a Frente al Nusra, grupo jihadista classificado como “organização terrorista” por Washington. Segundo uma ONG, a Frente Al-Nusra perdeu ao menos 57 de seus combatentes nestes ataques. “Estamos envolvidos em uma guerra longa”, preveniu o porta-voz da Frente Al-Nusra. “Esta guerra não terminará em alguns meses, em um ano ou em anos, ela poderá durar décadas”, afirmou o porta-voz num vídeo, postado na conta do grupo no site YouTube.

“Nós somos capazes de resistir”, continuou o porta-voz, destacando que esta “guerra não é dirigida contra a Al-Nusra, mas contra o Islã”. Dirigindo-se aos países árabes que participam dos ataques, afirmou que eles se submeteram “ao lado da opressão e dos infiéis” e advertiu que “isto terá consequências”.

Os Estados Unidos anunciaram ter atacado na terça-feira na Síria um perigoso grupo denominado Khorassan, mas para os especialistas e os rebeldes, trata-se na verdade de jihadistas da Frente Al-Nusra, que combatem ao lado dos insurgentes contra o regime.

Deixe seu comentário no Comerj.

Fonte: Correio Braziliense

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *