Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 21/11/2016 em Gospel, Notícias | Nenhum comentário

Afeganistão: cristãos são ameaçados pelo narcotráfico

dtq-img_1_34_829

No mês passado, o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (United Nations Office on Drugs and Crime – UNODC) manifestou sua preocupação sobre o aumento da produção de ópio no Afeganistão, país que ocupa o 4º lugar na atual Classificação da Perseguição Religiosa. Foram 4.800 toneladas métricas só no ano de 2016, ou seja, um aumento de 43% em relação ao ano passado. A área total cultivada com papoula aumentou em 10%. A renda que vem do ópio, proveniente da flor da papoula é o que mantem os grupos militantes armados e a corrupção no país.

Esse é um dos grandes problemas para os cristãos afegãos: além das questões relacionadas com a guerra e da iminente crise dos refugiados, eles precisam se manter longe da vista dos traficantes. Semelhantemente aos obstáculos que a igreja enfrenta na Colômbia (46º) e no México (40º), a igreja afegã tem sido ameaçada com violência.

Esse cenário pode piorar, já que os milhares de afegãos que foram obrigados a fugir para países como Irã e Paquistão estão sendo forçados a voltar. Até agora, 448 mil afegãos foram deportados pelo Paquistão e outros 250 mil pelo Irã. À medida que o inverno se aproxima, a situação fica ainda mais delicada, ameaçando uma crise humanitária. A igreja está espalhada no Afeganistão, entre campos de refugiados, áreas dominadas por traficantes e pequenos grupos que se reúnem clandestinamente para buscar a Deus. Por isso, interceda pelos cristãos.

Pedidos de oração:

Ore pela igreja no Afeganistão e peça ao Senhor para dar força aos nossos irmãos, que eles possam suportar essa fase difícil sem ter a fé abalada. Interceda pelos refugiados e por todos aqueles que foram deportados e não tem agora uma casa para morar, que eles sejam sustentados e amparados. Apesar das grandes dificuldades, a igreja permanece evangelizando os afegãos, assim, ore para que haja cura interior, conversão e transformação de vidas.

Deixe o seu comentário no Comerj.

Fonte: Portas Abertas

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *