Menu Páginas
TwitterFacebook

COMERJ - Conselho dos Ministros do Estado do Rio de Janeiro

Menu Categorias

Publicado por no dia 18/03/2014 em Mensagens Pastores | Nenhum comentário

Administradores do presente e futuro – Parte 2

Como diz C. S. Lewis: “Os homens vivem dentro do tempo, mas Deus os destinou para a eternidade. É essa a razão pela qual Ele deseja vê-los se aplicar às duas coisas ao mesmo tempo: à eternidade de um lado, e, de outro, a este ponto do tempo que é o momento presente, que é o instante em que o tempo toca a eternidade. Não é noutro tempo senão no presente que os homens têm uma experiência parcial da realidade, comparável àquela que Deus abraça constantemente na sua totalidade. E é a única ocasião em que eles dispõem ao mesmo tempo da atualidade e da liberdade!”

Isto nos leva a refletir que precisamos servir a Deus no nosso tempo. A Bíblia nos dá exemplos de homens e mulheres que entenderam os momentos de sua vida e fizeram o melhor em prol do Reino de Deus e das pessoas. Daniel, Davi, Ester, Maria, os discípulos, entre outros, souberam servir aos desígnios do Senhor na época em que viveram.

Outro ponto a ser levado em consideração é que a adaptação às novas situações faz parte da pedagogia de Deus para nos fazer crescer. O Senhor nos deu dons e talentos. Cabe a você e a mim entendermos isso e frutificarmos onde Ele nos tem colocado. Aliás, os psicólogos dizem que a inteligência é a capacidade de adaptar-se facilmente às novas conjunturas.

Por outro lado, quando nos recusamos a aceitar o momento presente em que vivemos, enfrentamos conflitos, dilemas, frustrações, paixões, desentendimentos, remorsos, tristezas e ansiedades. Precisamos, então, aprender a alegrar-nos mesmo nas adversidades, pois neste mundo estamos sendo testados a todo instante. Ao provar a nossa fé, Deus nos capacita e traz à luz os desejos mais secretos do nosso coração. Ele aperfeiçoa e firma a nossa fé.

Entendamos o segredo do contentamento no nosso dia-a-dia. Quando reconhecermos que Deus faz belas todas as coisas no seu devido tempo, viveremos em plena comunhão com Ele.

Paulo conhecia o segredo da felicidade: Sei estar abatido e sei também ter abundância; em toda a maneira e em todas as coisas, estou instruído, tanto a ter fartura como a ter fome, tanto a ter abundância como a padecer necessidade. Posso todas as coisas naquele que me fortalece (Fp 4.12,13). Este deve ser o segredo de todo cristão.

Aprenda a estar contente, sem murmurar, seja qual for a situação. Creia que Deus está no controle. Viva cada etapa de sua existência. Não tente abreviar ou adiar os momentos de dificuldades. A natureza tem suas estações, seus ritmos e suas leis — de nascimento, crescimento, maturidade e envelhecimento. Devemos respeitá-los.

À medida que avançamos na idade, a vida nos leva cada vez mais a valorizar o ser do que o ter ou o fazer. E, então, na terceira ou quarta idade não restam senão a fé, a esperança e o amor. Portanto, permanecem apenas algumas oportunidades e certos encontros importantes e, por trás destes, ao fundo, o encontro com Deus, o maior acontecimento humano possível.

Paul Tournier escreveu: “O que conta para os idosos não é o que eles ainda fazem, nem o que eles acumularam e não levarão, mas sim o que eles são. Todas as concepções, doutrinas e fórmulas que os homens inventam passam; por sua vez, todo ideal também envelhece. Somente o verdadeiro Deus permanece. Com Ele, sei que, para além do inverno e da morte, eu o verei face a face como Ele me viu antes mesmo que eu nascesse”.

Que você possa entender que seu presente deve ser vivido da melhor maneira possível, priorizando sempre Deus como o Senhor da sua vida.

Publicar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *